Identificando os aromas dos vinhos

Por . em 18/03/2021

Guardamos mais informações em nosso cérebro do que utilizamos em nosso cotidiano. Com os aromas é a mesma coisa, conseguimos associar o cheiro com nossas lembranças podendo ser de lugares, alimentos e entre outros.

Todos esses cheiros fazem parte da nossa memória olfativa e são revividos por nosso cérebro em segundos. Quando degustamos um vinho, demandamos ao nosso cérebro a buscar aqueles aromas em nossa memória.

E a partir desse repertório criado sairão as referências para você descrever os aromas de um vinho. Geralmente utilizam-se frutas para descreve-lo. Podem ser frutas vermelhas, negras (como blueberry, cassis), ou as vezes também as frutas em compotas (maduras), como por exemplo aromas de geleias. Quando o vinho já é mais desenvolvido com anos de garrafa, também podemos tentar nos aproximar de cheiros comuns, como tabaco, casca de pão e defumados.

É importante ressaltar que para sentir a intensidade olfativa da bebida é necessário girar a taça em pequenos movimentos circulares, pois assim o vinho interage com o oxigênio liberando as partículas responsáveis pelos aromas.

Há muita comparação e analogia para avaliar um vinho. Isso facilita e padroniza a forma de expressar a nitidez dos aromas encontrados, o que é um dos atributos importantes na qualidade de um bom vinho.

Quais os tipos ou classificações dos aromas encontrados no vinho?

Os aromas que os degustadores reconhecem são de compostos orgânicos bem conhecidos. Cada um deles aparece em um estágio diferente da produção do vinho, a divisão dos aromas para a degustação cumpri a uma regra básica:

1. AROMAS PRIMÁRIOS
Provenientes da uva, da própria fruta. Exemplos:
• Morango;
• Frutas vermelhas;
• Herbáceo.
• Groselha;
• Frutas negras;

2. AROMAS SECUNDÁRIOS
Oriundos do processo de fermentação. Exemplos:
• Leite;
• Iogurte;
• Tostado.
• Fermento;
• Pão;
• Chocolate.

3. AROMAS TERCIÁRIOS
Formados na maturação e envelhecimento do vinho na própria garrafa, aparece apenas com o tempo. Exemplos:
• Noz;
• Avelã;
• Café;
• Madeira;
• Especiarias (pimenta, cravo).
• Flores e frutas secas;
• Frutas em compota, geleias;

Quer praticar? A Imigrantes Bebidas tem uma enorme variedade de rótulos para você identificar os aromas e degustar os que mais gosta. Confira o nosso site www.imigrantesbebidas.com.br e aproveite!

Comentários
0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre seu E-mail para receber ofertas exclusivas