As três uvas tintas mais cultivadas no mundo

Por . em 11/12/2019

Você já se perguntou quais são as uvas tintas mais cultivadas no mundo?

Em 2017, a OIV (Organização Internacional da Vinha e do Vinho) divulgou um relatório com dados sobre a diversidade global de videiras e uma visão geral de distribuição, abrangendo cerca de 75% da área de vinhas do mundo. Esse relatório traz informações de diversos tipos de uvas.

Em primeiro lugar entre as castas tintas que são destinadas a produção de vinho, fica com a Cabernet Sauvignon, com 341 mil hectares, cerca de 5% do total da área mundial de vinha. Muito cultivada em países como China, França, Chile, Estados Unidos, Austrália, Espanha, Argentina, Itália e África do Sul.

Um dos maiores diferenciais da Cabernet Sauvignon é sua casca, que é mais grossa do que a maioria das uvas viníferas. Essa casca espessa desempenha um importante papel, protegendo a uva de variações climáticas. Por isso, ela é uma das variedades mais cultivadas em todo o mundo.

Seguindo a lista, a segunda uva tinta destinada a produção de vinho mais cultivada do mundo é a Merlot, com 266 mil hectares. Presente em 37 países, essa variedade ocupa cerca de 3% da área total de vinhas do mundo.

O Brasil ganha ênfase na produção de vinhos Merlot. Mesmo na disputa com outras tintas, essa casta é a mais plantada na região sul do país.

Já o terceiro lugar fica com a Tempranillo, com 231 mil hectares. Originária da Espanha, essa uva tinta é encontrada em 17 países. Seu nome se deve ao fato de brotar precocemente, conseguindo amadurecer mais cedo, e consequentemente tendo um ciclo mais curto.

Agora que você já sabe quais as uvas mais cultivadas no mundo, certamente já está preparado para opinar na hora de escolher um bom vinho.

Comentários
0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre seu E-mail para receber ofertas exclusivas